Como monitorar encaminhamentos em reavaliação na APS?

Para conseguir, de fato, resolver o problema do paciente, é preciso monitorar permanentemente os encaminhamentos que vão para a reavaliação na Atenção Primária à Saúde (APS). Esse monitoramento pode ser realizado pelo médico, enfermeiro, gerente e supervisor. Para emitir o relatório de casos devolvidos, faça o seguinte.

1.    Entre no sistema de regulação com login e senha.

2.    No menu, clique em “Devolvidos pela regulação”.

3.    Selecione a especialidade desejada, o período (máximo de 30 dias) e a sua Unidade Básica de Saúde (UBS).

4.    O sistema mostrará, para cada caso devolvido da especialidade selecionada:

  • Código do encaminhamento;
  • Nome do paciente;
  • Número do Cartão Nacional do SUS (CNS);
  • Endereço do paciente;
  • Telefone do paciente;
  • Data do encaminhamento;
  • Data da devolução para a APS;
  • Nome do médico solicitante;
  • UBS.

 5.    A partir dessas informações, é preciso saber se o paciente ainda precisa do atendimento. Ele pode ter resolvido a necessidade em outro serviço, ido a óbito ou se mudado, por exemplo. Nesses casos, o encaminhamento deve ser cancelado.

6.    Se o paciente ainda necessita do atendimento, é preciso inserir informações complementares no encaminhamento para que o caso seja reavaliado. Essas informações podem ser retiradas do prontuário ou da “investigação” com o próprio paciente.

Após a inserção das informações complementares no sistema de regulação, o caso é reavaliado. Se o médico da UBS tiver dúvida sobre a devolutiva ou o caso em si, pode conversar com os médicos teleconsultores. É só ligar para 0800 644 6543 (opção 2). Dessa forma, o Regula Mais Brasil ajuda a resolver o problema do paciente e a diminuir as filas do SUS no país.